quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Pilatos


Quando alguns se calam
Eu me quieto
Quando alguns se falam
Eu converso
Quando uns falam e outros quietam
Eu sussurro
É melhor ficar em cima do muro
Aceito a vida sem fazer críticas
O que quero é o que quer a maioria
Pois tudo se resume a uma partida política
Agradar a todos para mim é sabedoria
Cedo a todos, livro-me de responsabilidade
(A todos concedo algum agrado)
E se no fim algo der errado
Nunca foi essa a minha vontade
Por isso lavo minhas mãos
Sobre o sangue derramado.

Um comentário:

Washington disse...

... sobre o sangue derramado e com o travo amargo na boca, mas é que se há de lutar para mudar esse pequeno território que bate no lado esquerdo do peito, do contrário o jogo de minha vioda não terá sido jogado.