terça-feira, 29 de novembro de 2011

Salve os líderes, salve o mundo



Os líderes deste mundo estão ali
Estão cansados, no chão
O vento ainda sopra como antes
As borboletas ainda voam pujantes
Suas asas batem de um modo suave e devastador
Muitos rebanhos desandam errantes
sem comer, sem saber
Certas fotos aparecem
e delatam a ingratidão da memória
destes confusos passageiros do vagão
Que foram de todos a alguns em poucos dias
Os líderes deste mundo estão ali
Estão cansados, no chão
Muitos já estão se afogando
Quem erguerá seu bordão?

Nenhum comentário: