sexta-feira, 7 de março de 2014

Matutino


Balançam as pernas inconsequentes
Repelem todo tédio que se sente
A chatice de sentar por longo tempo
A monótona aula impenitente
Pés que vêm e vão em movimento
Num balançar constante e inconsciente
Parada dança de improviso
Um andar parado recorrente

Nenhum comentário: